Os maiores influenciadores de moda e lifestyle do Brasil

Ana Strumpf e Verena Smit

1. Como surgiu a ideia de unir sua paixão pela moda e o talento para o desenho?

Houve uma época em que meus pais tinham uma loja de tecido para decoração e, como a minha mãe é arquiteta, entrei muito nesse meio – acho que foi o que fez surgir mais tarde a paixão pela moda. Me formei em moda na Faculdade Anhembi Morumbi, em São Paulo, e depois fiz alguns cursos em Nova York. Trabalhei com produção de moda, em revista e fazendo styling antes do meu pai me chamar para abrir minha própria loja, na época chamada Garimpo. Lá eu reciclava tecidos de decoração e transformava em peças únicas. Foi nesse momento em que juntei os dois universos, moda e décor! A Garimpo tinha peças com design criados por mim, além de coleções cápsula de outros estilistas e artistas. Quando a loja fechou, fui morar em Nova York com o meu marido e lá voltei a desenhar. Durante as muitas reuniões que fiz por Skype, comecei a rabiscar por cima das capas de revista. Era o começo do Instagram, comecei a postar fotos das capas desenhadas, a galera começou a gostar e eu comecei a melhorar o trabalho. Foi super orgânico. Um blog americano postou, depois veio outro e mais outro, até que, por conta das capas, muita gente começou a me chamar para diferentes trabalhos.

2. Quais são os principais desafios que você enfrenta em seus trabalhos?

Acho que todos os projetos são desafiadores, principalmente quando começamos algo novo. Por exemplo, a Nina Ricci é uma marca de perfumes francesa para a qual
eu já fiz cerca de cinco campanhas. Acabamos de lançar uma nova com ilustrações de monstrinhos nos frascos dos perfumes e algumas animações. Eu nunca tinha desenhado monstrinhos antes, então esse foi um desafio! Estou sempre buscando formas de crescer. 

3. Eu vi que você é mãe de gêmeos! Como é pra você administrar trabalho e o tempo com os filhos?

Do lado criativo, eu realmente me inspiro muito neles, eu já não lembrava mais o que era ser criança e tudo mudou quando eles chegaram. Sempre fui uma pessoa multitask mas, depois que virei mãe, o trabalho dobrou e esses pratos todos que eu equilibrava começaram a cair. Então mudei. Não saio mais pra balada, cuido muito mais do que eu como e não bebo porque ressaca no dia seguinte é um horror com crianças. Ser mulher hoje em dia não é fácil, porque quem coordena a casa, querendo ou não, é a gente.

4. Conta mais da sua parceria com a AMARO!

Eu gosto de trabalhar em um projeto desde o começo do processo criativo, como estou fazendo agora com vocês, pois isso dá uma diferença muito grande no produto final. Eu já começo a visualizar o resultado enquanto a execução do projeto acontece. Por isso, estar aqui hoje no estúdio acompanhando a sessão de fotos da Verena é super importante. Eu evito muito fazer ilustrações apenas em imagens que já existem,  pois prefiro sempre participar desde o início.

O artigo Ana Strumpf e Verena Smit foi publicado pelo AMARO.

+ Confira outros artigos no AMARO

? Compre no e-commerce AMARO

Deixar Comentário